Arroz de Carreteiro

Arroz de carreteiro é um prato típico dos gaúchos. Este prato faz parte da história e da cultura desse povo. Os carreteiros e os tropeiros eram homens que viviam nas estradas, na lida dura do campo. Os carreteiros conduziam as carretas, uma espécie de carroção puxada por bois, transportando todos os suprimentos e o que mais o povo local necessita-se e os tropeiros conduziam as tropas de gado ou cavalos, comprando e vendendo e transportando esses animais. Como passavam muito tempo pelos pampas, e precisavam cozinhar ao ar livre, e assim levavam consigo um fiambre, charque e arroz, eram os alimentos com mais proteínas que eles podiam levar nas suas mochilas, sem o perigo de estragar enquanto venciam as longas distâncias. Hoje existem diversos tipos de charque, mas naquela época dos carreteiros e dos tropeiros, o charque era feito de pedaços nobres da carne de gado que era salgada e então secada ao vento.

Arroz

Ingredientes:

– 1 kg de charque;
– 4 cebolas médicas picadas em cubos pequenos;
– 2 dentes de alho;
– 3 colheres de sopa de óleo;
– 1 litro de água;
– 4 xícaras de arroz (de preferência agulhinha);
– tempero verde a gosto.

Modo de fazer:

– primeiro prepare a carne do charque para tirar o seu sabor forte. Corte a carne de charque em pedaços mais ou menos do mesmo tamanho, não precisa ser muito pequenos. Lave bem essa carne e escorra. Deixe a carne de molho em um recipiente por cerca de 3 horas, trocando a água de hora em hora. Depois em uma panela coloque o litro de água no fogo, quando estiver fervendo coloque o charque e deixe ferver por cerca de 5 minutos, escorra a água e repita a operação e escorra bem.
– em uma panela larga e rasa, de preferência que seja de ferro, coloque o óleo e doure a cebola com o alho, então acrescente o charque e refogue tudo por algum minutos em fogo alto, coloque o arroz e deixe fritar, sempre mexendo. Acrescente água fervendo que cubra o arroz até cerca de 1 cm, então tampe a panela e deixe levantar a fervura, então mexa novamente, tampe a panela, baixe o fogo e deixe o arroz aprontar. Se a panela for de ferro o ideal é que seja servido na própria panela, acrescentando por cima do arroz de carreteiro o tempero verde bem picadinho.

Gostoso

Dicas:

– quanto mais maturado o charque, ou seja, mais tempo ele tem, mais acentuado seu paladar característico;
– quem não aprecia muito o gosto do charque ou prefere que seu sabor fique mais suave deve ferver como indicado na receita, já aqueles que preferem o sabor original do charque devem somente passar em 3 ou 4 águas quentes sem levar ao fogo.
– o sal do carreteiro deve ser regulado no final, pois com o arroz e a fervura seu teor pode se alterar, dependendo também do charque.
– querendo aumentar a receita siga as seguintes proporções: para cada ½ quilo de charque 2 xícaras de arroz, duas cebolas e um dente de alho.

Charque


Categoria(s) do artigo:
Receitas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • eu naõ sei cozinhar mais adoro comer muito e bem muito obrigada pela receita.*-*

    bianca 19 de junho de 2010 17:59
  • Excelentes receitas, mt bem elaboradas, bem explicadas e de dar água na bôca!
    Parabéns!

    Nome Wander 21 de dezembro de 2012 22:15

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *