Petiscos Para Acompanhar Vinho

O vinho é uma bebida muito apreciada no mundo inteiro, incluindo o Brasil, porém, no nosso país não é tão tradicional como na França e na Itália, por exemplo, grandes berços da excelente produção da bebida. Italianos e franceses não só sabem apreciar um bom vinho como estão sempre disputando o título de quem o melhor os fabrica. Essa bebida alcoólica que basicamente é produzida com o sumo da uva, mas pode esconder mil e um segredos com outros aromas.

O vinho além de ser uma bebida muita apreciada e muitas vezes escolhida para ocasiões especiais ou simplesmente para terminar um dia longo, tem uma consistente e longa história. A sua origem está há pelo menos cerca de 6.500 anos antes  de Cristo e desde então, é muito consumido na Europa. Um dos países da sua época de origem em que mais foi consumido é a Grécia, mais precisamente no chamado período clássico. Além disso, a bebida ganhou papel importante na religião católica desde muito tempo atrás e até hoje, uma pequena dose é consumida durante a missa nas igrejas.

Imagem de Amostra do You Tube

Ainda podemos afirmar, em relação ao vinho, que se observa nas últimas décadas o aumento do seu consumo, assim como demais produtos que são “descendentes” da bebida. E uma das maneiras que o vinho, seja ele branco ou tinto é mais apreciado é como bebida de aperitivos, com petiscos, mas também, em jantares. Ele é fácil de ser consumido e pode ser tranquilamente a bebida eleita para acompanhar pratos leves. Vale ressaltar que o vinho tinto deve ser consumido na temperatura ambiente. No Brasil, a falta de costume faz com que muita gente leve a garrafa à geladeira, quando na verdade, somente o vinho branco deve ser refrigerado.

Aprenda a Preparar Petiscos Para Acompanhar uma Boa Garrafa de Vinho

O primeiro passo é definir e separar o que será usado para preparar os petiscos. Sugerimos as seguintes opções: orégano, maionese, azeitona verde, torradas, alho, abobrinha, cheiro verde, atum em lata, queijo provolone sal e azeite. Com esses ingredientes você conseguirá montar 3 aperitivos diferentes:

  • O primeiro passo é ter um lugar, bom espaço, organizado e limpo para preparar o aperitivo.
  • Vamos preparar o primeiro aperitivo com os ingredientes dados anteriormente: use 400 gramas de queijo provolone, corte-os em cubos e depois em uma vasilha coloque orégano e azeite, misture e passe os pedaços de queijo.
  • Vamos preparar o segundo aperitivo para acompanhar o vinho: em uma vasilha você deverá misturar as azeitonas verdes bem picadinhas, a lata de atum, 3 colheres de sopa de maionese e colocar sal o quanto achar melhor ou não colocá-lo. Depois coloque as torradas em um prato e passe o patê em cima de cada uma delas. Pronto o seu segundo aperitivo!
  • Vamos preparar o terceiro aperitivo para acompanhar uma boa garrafa de vinho: corte em pedaços minúsculos o alho e leve-os ao fogo com azeite até que fiquem dourados, em seguida, pegue as abobrinhas (lavá-las bem anteriormente), retire as duas pontas e corte em rodelas bem fininhas. Pegue uma assadeira, coloque um pouco de azeite e coloque as rodelas de abobrinha bem distribuídas, leve ao forno por 30 minutos, a temperatura deve ser máxima. Depois desse tempo, retire do forno e espere que esteja fria para acrescentar o cheiro verde bem picadinho e o alho frito, além de sal a gosto. Para ficar melhor ainda, coloque a forma na geladeira e deixe por
    pelo menos uma hora antes de servir.

Na hora de servir os petiscos com o vinho, os coloque em travessas apropriadas, assim como tenha a taça certa para cada vinho. Aquelas para o vinho tinto são maiores, enquanto para o vinho branco são as menores.

Petiscos Para Acompanhar Vinho: Aposte nos Queijos

Existe uma grande variedade de queijos, alguns deles podem ser servidos no final ou no início de uma refeição, assim como podem fazer parte da sobremesa. E outros, também podem ser oferecidos como aperitivo para acompanhar uma boa taça de vinho.  Aliás, é muito comum ouvir falar na combinação “queijos e vinhos”.

E como a variedade é muito grande e neste caso, o queijo deve exaltar a qualidade do vinho, é um pouco mais difícil escolher quais serão usados para aperitivo. Os vinhos possuem as suas características particulares e o mesmo acontece com os queijos e entra a tarefa de combiná-los respeitando essa “individualidade” de cada um deles. Porém, a boa notícia é que o queijo, por si só já combina com o vinho, então, um erro pode acabar passando sem se notar, como uma combinação exótica.

Para facilitar um pouco e evitar grandes erros, você pode observar algumas regrinhas, a número um é: o sabor do queijo que foi escolhido não pode nunca “inibir” aquele do vinho, o mesmo serve para o vinho em relação ao queijo. Você deve procurar uma harmonia, que ao colocar na boca o pedaço de queijo e tomar um gole de vinho, ambos sabores possam ser apreciados. Veja um exemplo: o vinho chamado Barbaresco é encorpado, o que faz com que ele tenha um sabor marcante, tentar comê-lo com a mussarela é sem dúvida, um grande erro. Outro exemplo é tentar combinar um queijo provolone com um vinho branco como o Verdicchio. Com certeza, o sabor do queijo não nos permitiria de sentir a delicadeza do vinho.

Outra dica de quem entende de vinhos é saber que os vinhos tintos, principalmente, precisam estar em harmonia com os pratos, incluindo os aperitivos. Veja algumas dicas!

  1. Com vinho branco com leve aroma e suave, você pode combinar os seguintes queijos: ricota, brie, coalho, minas fresco, mussarela e mussarela de búfala. Alguns nomes para ajudar na escolha: Chardonnay, Grego di Tufo e Verdicchio.
  2. Com vinhos tintos levemente frutados e leves, você pode combinar os seguintes queijos:  meia cura, cheddar e prato. Alguns nomes para ajudar na escolha: Merlot, Grignolino, Marzemino.
  3. Com espumantes secos, você pode combinar os seguintes queijos: pecorino, provolone e parmigiano. Alguns nomes para ajudar na escolha: Barbaresco, Taurasi, Cannonau e Barolo.
  4. Com vinhos frisantes e também com os brancos aromáticos, você pode combinar os seguintes queijos: roquefor, gorgonzola e stilton. Alguns nomes para ajudar na escolha: Lambrusco, Barbera e Bonarda.

Dicas de Vinhos Italianos:

  1. Vinhos jovens e frescos: Bardolino e Grignolino
  2. Vinhos frisantes: Barbera, Bonarda e Lambrusco
  3. Vinhos chamados de grandes clássicos: Chianti Clássico, Barolo, Sassicaia, Valpolicella, Negramaro
  4. Vinhos encorpados: Primitivo de Manduria, Cannonau e Barbaresco

Um comentário

  1. GENTE, ADOREI AS DICAS. SOU AMANTE DE QUEIJOS, MAS NÃO MUITO LIGADO A VINHOS. O QUE É UMA GAFE POIS MOREI 6 ANOS NA ITALIA. VOU OFERECER UM JANTAR NA PROXIMA SEMANA, E MINHA CONVIDADA SÓ BEBE VINHO E AGUA. E VOU FAZER BONITO COM AS ENTRADAS GRAÇAS A SUAS DICAS. ADOREI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>