Ovo De Urubu Faz Mal?

O ovo é um dos alimentos mais presentes na dieta dos seres humanos. Isso porque ele é a base, praticamente, de toda a alimentação humana no mundo. Por meio desse alimento, é possível fazer diversas coisas, que começam desde de sua ingestão in natura, ou seja, cozinhado ou frito, ou como base para outras receitas, sendo que, para praticamente tudo, o ovo é requisitado: aquele bolo gostoso de aniversário que você comeu recentemente ou aquele pão recheado que foi o lanche da noite, com certeza, foi cozinhado com ovo.

Ou seja, por muito tempo, o ovo é um dos alimentos mais importantes da cadeia alimentar do ser humano, e continuará sendo por muito e muito tempo ainda. O ovo mais comum consumido no planeta é o ovo de galinha, no qual é o animal que mais consegue produzir ovos em seu gênero: segundo estimativas, uma galinha pode produzir, em média, 300 ovos por ano.

Mas, você já deve ter parado para pensar que, será que os ovos das demais aves podem ser consumidos sem problema, em se tratando de questões higiênicas ou por compostos que podem ter nos ovos de outras aves que possam fazer mal à saúde? Acredite, você não é o único que pensa assim. Muitas pessoas realmente têm a dúvida sobre outros ovos serem ou não comestíveis. Entretanto, certamente nunca chegaram na possibilidade de considerar comer o ovo de uma das aves mais indesejáveis pelas pessoas: os urubus. Isso porque, eles são aves de rapina, que tem como alimento carne podre que esteja em decomposição, ou seja, amam animais mortos, começando aí o preconceito com esse tipo de ave.

O Urubu

O urubu é, como já descrito acima, uma ave de rapina, que está presente em, praticamente, todo o globo terrestre.  Ela é dividida em várias outras espécies, sendo o urubu de cabeça preta o mais comum na América Latina e em parte da América do Norte. Como se pode perceber, essa é a espécie presente no Brasil, que pode ser vista em todo o canto.

Existem outras espécies que tem uma maior facilidade em achar carcaças de animais, como o urubu de cabeça vermelha, que tem a possibilidade de localizar alimento três vezes maior que a de outros animais de sua espécie. O habitat dos urubus é a floresta, sendo que, hoje, ele pode ser encontrado na cidade, e em locais onde a comida seja mais propícia, como lixões e próximos a corpos de animais ou pessoas que estejam ao ar livre exalando odores fortes que indiquem a presença de carne podre no ambiente.

É uma ave bastante grande, sendo que sua envergadura, isto é, a distância entre a ponta de uma asa e outra pode chegar facilmente aos 1,3 metros de comprimento. A cor de suas penas geralmente varia entre as cores cinza e preto. Diferente das galinhas, as fêmeas da espécie botam apenas dois ovos por vez, que eclodem quando se completam cerca de 40 dias de sua postura. Em geral, os urubus nascem de cor clara, sendo que a cor escura vai sendo adquirida com o passar do tempo. A vida média de um urubu é de 12 a 15 anos, sendo que, com apenas três anos, já é possível que essas espécies se reproduzam na natureza.  Como já mostrado, algumas espécies de urubus podem ser encontradas no meio urbano, por sua rápida adaptação ao ambiente conturbado das cidades. No entanto, é uma espécie também bastante encontrada nas florestas, nos quais são aves com grande excelência em voar, aproveitando as correntes de ar existentes para poder alcançar grandes altitudes e planar sem demandar muito esforço.

Quando nos alimentamos, sempre nos atemos às informações e aparências dos alimentos antes de consumi-los, já que, o risco de se intoxicar por causa de alimentos estragados é bastante grande. E, como sabemos que a base alimentar do urubu é a carne podre, podemos imaginar que esses animais se adoecem com facilidade. Mas é aí que você se engana: o sistema imunológico do urubu é tão desenvolvido que faz com que ele não pereça a doenças típicas de alimentos estragados, como o botulismo, que, nos humanos, pode causar sérias complicações e até mesmo levar à morte.

O seu poder de detecção de alimento é graças ao seu ótimo olfato, que pode ajudar a detectar a presença de cadáveres há quilômetros de distância. Em resumo, os urubus de cabeça preta e de cabeça vermelha são os que conseguem identificar o alimento, sendo que os restantes dos urubus seguem os seus passos para poderem comer. Apesar de encontrarem a presa mais facilmente, os urubus de cabeça preta ou vermelha não comem primeiro: eles abrem espaço para o urubu – rei. Mas eles não fazem isso especificamente por causa da suposta realeza do animal: é que o urubu-rei é o único urubu que possui um bico afiado e forte o bastante para rasgar o couro do animal; sendo assim, quando ele come primeiro, acaba rasgando o corpo do animal, deixando o caminho livre para outros de sua espécie fazerem uma boquinha.

Afinal, o Ovo de Urubu Faz Mal?

Por conta dos hábitos alimentares nada convencionais aos humanos, os urubus sempre foram alvo de questionamento sobre a possibilidade de serem utilizados como comida, inclusive o seu ovo. Especialistas indicam que não há restrições que impeçam a ingestão de ovo de urubu. Ele vai além: nenhuma ave tem restrições quanto aos seus ovos; sendo que, por isso, pode-se realizar a ingestão desses ovos de maneira satisfatória sem ocorrer nenhum problema.

O que os especialistas dizem, também, que o ovo de galinha só é consumido mais que os outros por causa de sua viabilidade econômica, oriunda da grande produtividade que a galinha tem ao produzir tais ovos. Por exemplo: o ovo de codorna é o segundo ovo mais conhecido e consumido, mas nunca terá a importância econômica do ovo de galinha, sendo, por esse motivo, menos consumido pelas pessoas. Mas não se acanhe em utilizar ovos de outras aves, mas atenção: não use ovos de pássaros silvestres, ou que estejam ameaçados de extinção.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Comida

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *